Pirataria em Foco

17/11/2017

O Domingo Espetacular deste final de semana (12) investiga o contrabando de roupas falsificadas de marcas famosas e descobre que os produtos do Peru estão tomando o lugar daqueles vindos da China.

A reportagem mostra como essas mercadorias atravessam a fronteira do país vizinho e chegam ao Brasil pelo Acre, até desembarcar no comércio das grandes cidades.

Especialistas ainda dão dicas para identificar uma imitação na hora da compra.

O Domingo Espetacular vai ao ar neste final de semana (12), a partir das 19h30, na Record TV. Não perca!

Mais informações: www.r7.com

18/08/2017

Produtos falsificados são um doloroso espinho no mundo das marcas luxuosas de moda, mas podem ser uma dor de cabeça ainda maior para revendedores digitais.

Consumidores à caça de roupas de grife por um preço baixo frequentemente procuram por peças bem conservadas de segunda mão na Internet, mas a caça a mercadorias ilegítimas no universo de $460 bilhões da indústria da falsificação - de acordo com os dados da OECD - não é tarefa fácil.

Dada a onipresença dos falsos entre revendedores, os compradores frequentemente examinam as roupas usadas para aferir autenticidade, frequentemente analisando a costura, o tamanho da fonte e etiquetas internas. Mas, algumas vezes, uma cópia é tão bem-feita que o olhar humano não consegue diferenciá-la do original.

É aqui que a tecnologia pode ajudar.

O Entrupy é um dispositivo portátil de varredura que detecta instantaneamente modelos de imitação de bolsas ao tirar fotos microscópicas que levam em conta detalhes do material, de processamento, acabame...

11/07/2017

Você acharia exagero dizer que a compra de um par de óculos falsificados poderia interferir na conduta ética de uma pessoa em outros aspectos da vida? A maioria poderia dizer que sim, mas a verdade é que o uso dos falsificados agem em nosso inconsciente de uma maneira muito mais poderosa do que podemos supor. Ficamos mais sujeitos a trapacear com os produtos falsos. 

Para mostrar como isso pode acontecer, Dan Ariely, psicólogo econômico e autor do livro "A mais pura verdade sobre a desonestidade", fez uma experiência interessante na Duke University. Para fazer o teste, ele recebeu uma remessa de óculos de sol femininos de grife e recrutou algumas mulheres para participarem. 

O grupo de participantes foi dividido em três: o primeiro recebia a orientação de que cada uma receberia um par de óculos de sol original para usar durante certo tempo e, em seguida, receberia uma tarefa simples - que elas também executariam usando os óculos. O segundo grupo recebia as mesmas orientações, com a difer...

21/06/2017

O projeto Ética para Jovens é uma iniciativa do ETCO-Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial, uma organização da sociedade civil de interesse público dedicada à promoção da ética nos negócios e na sociedade de um modo geral.


O Brasil está passando por um momento inédito, com a revelação de diversos casos de corrupção e a punição de seus responsáveis. É possível que este seja o início de um ponto de inflexão para a ética no Brasil. Para que isso ocorra, porém, será necessário questionar os parâmetros éticos da sociedade brasileira, incluindo cada um de nós. Os professores serão importantes protagonistas no processo de transformação por serem vistos como profissionais éticos e por influenciarem milhões de estudantes pelo país. Acreditando nesta visão de futuro, este projeto  oferece subsídios para que professores trabalhem o tema “ética” com alunos de ensino médio e, em alguns casos, ensino fundamental 2.

Para maiores informações, consulte o site : http://www.eticaparajovens.com....

13/02/2017

De acordo com INTA, 460 bilhões de dolares em produtos falsificados foram comprados e vendidos no ano passado. Como era de se esperar, a maioria das vendas foram feitas online."A Internet permite se esconder mais facilmente", disse Tiffany Pho, Coordenadora da area de anti-contrafacao da INTA.
 

Mas onde online a maioria dos bens falsificados mudam de dono? Uma nova pesquisa da Red Points, uma empresa de proteção à marca sediada em Barcelona, ​​Espanha, nos esclarece algo sobre essa area misteriosa.

Usando os dados gerados por rasteadores web criados especificamente para buscar mercadorias contrafeitas em nome de seus 200 clientes, a Red Points compilou uma lista com os 10 sites principais onde os produtos falsificados são mais comprados e vendidos. Liderando a lista encontra-se o Aliexpress, o varejista chines do mercado Alibaba destinado a compradores internacionais.
 

Efetivamente, seis dos dez sites da lista têm sua matriz no Extremo Oriente, em particular, na China, que tem uma longa...

05/08/2016

A Campanha Unreal é uma iniciativa da Associação  Internacional de Marcas (INTA) para conscientização pública de adolescentes entre 14-18 anos sobre a importância de marcas, propriedade intelectual, e os perigos de produtos falsificados. A campanha já atingiu com sucesso marca de mais de 6,200 estudantes desde o lançamento.


Com a ajuda de 70 associados da INTA, o comitê da campanha Unreal foca na educação de alunos através de iniciativas de engajamento online e diretos na América do Norte, América Latina, Ásia, África e Europa.


A campanha utiliza os seguintes canais para alcançar sua audiência:

-no engajamento: site, facebook, twitter, e Youtube,

-engajamentos diretos: visitas em salas de aula, eventos estudantis, participação em eventos terceirizados direcionados a jovens.


Clique aqui para acessar o site: http://www.unrealcampaign.com/

13/11/2015

Conheça o grupo contra a pirataria que auxilia a comunidade a identificar produtos contrafeitos.

Através de educação e conscientização, procuram eliminar ou diminuir o uso de mercadorias 

falsificadas.
 

Clique aqui para visitar o site: http://www.lofalsotequedamal.com/

14/10/2015

Foi divulgado pelo Correio Braziliense ,nesta quinta-feira, 15 de Outubro, um especial sobre o Contrabando no Brasil: Impacto e Soluções, com a cobertura completa do seminário de mesmo nome, ocorrido em 06 de Outubro em Brasília, organizado em parceria entre o jornal e o ETCO (Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial).


O evento reuniu um grupo de especialistas e autoridades para debater os impactos do contrabando no Brasil e buscar soluções para este grave problema.


Leia o especial na íntegra

27/04/2015

Se você gostaria de uma bolsa de luxo ou um par de tênis último modelo por uma fração do preço vendido no varejo, você não está sozinho.


A demanda dos consumidores por produtos de grife com descontos acentuados garante aos vendedores de rua um comércio intenso de moda e acessórios que se parecem com estilos autênticos da moda. Mas embora essas bolsas estilosas possam parecer ser uma pechincha, os custos ocultos são surpreendentes.


A estimativa é que os produtos falsificados custem à economia global US$ 250 bilhões por ano. Esse número se traduz em perda de receita para empresas legítimas de grife e seus funcionários — e, consequentemente, empregos perdidos.


Fabricar, distribuir e vender produtos falsificados é ilegal e antiético. Comprar “falsificações” de grife (produtos com o logo ou a etiqueta da grife, mas não fabricados pela empresa da grife) viola os direitos de propriedade intelectual da grife.


Leia mais: Share América

11/02/2015

O Diretório Nacional de Combate à Falsificação de Marcas  é um projeto criado no âmbito do Plano Nacional de Combate à Pirataria,  estabelecido pelo Conselho Nacional de Combate à Pirataria – CNCP.  A viabilização deste projeto contou com o suporte do Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI, que ficou responsável pelo gerenciamento e manutenção do Diretório na homepage da Autarquia.
 

O objetivo do Diretório é facilitar o contato das autoridades públicas com os representantes de marcas que atuam no combate às falsificações e que podem auxiliar as autoridades de imediato na identificação de falsificações, elaboração de laudos, fornecimento de informações sobre produtos originais e suas rotas, entre outras providências. 
 

O Diretório está em funcionamento desde março de 2014 e já conta com informações de 100 empresas, que são responsáveis por 9.755 marcas registradas no INPI, conforme informações divulgadas pelo INPI:(http://www.inpi.gov.br).

Por hora, as informaçõe...

18/08/2014

O grupo Porta dos Fundos, detentor de um dos canais brasileiros mais acessados do YouTube, lançou na semana passada um vídeo com a temática de pirataria. 

27/03/2014

Após três meses de investigação junto com jornalistas de mais três países, a Gazeta do Povo revela como o contrabando de cigarro está incomodando o narcotráfico e redesenhando a geopolítica do crime organizado na América Latina. O presidente do Paraguai é um dos mais beneficiados e o Brasil é o principal destino da maconha e do cigarro paraguaio. Este, no entanto, vem tomando a dianteira. 

Veja mais: http://www.guiamedianeira.com.br/

13/03/2014

No último dia 22 de fevereiro, o Sport Club Corinthians Paulista, time patrocinado pela NIKE, lançou uma pioneira e exemplar campanha educativa contra a pirataria/contrafação, durante o jogo contra Rio Claro, que ocorreu no Estádio do Pacaembú, na cidade de São Paulo. 

Referida campanha, que se estenderá por todo o mês de março, consiste em um vídeo institucional que está sendo veiculado nas principais redes sociais assim como diversas ações que estão sendo realizadas dentro e fora do estádio, bem como inúmeras ativações com celebridades e jogadores, visando, justamente, alertar à população contra os males que o comércio ilegal traz para o nosso País.

14/01/2014

Hoje, 14 de Janeiro, uma campanha global está sendo lançada pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) para conscientização sobre falsificação de produtos e sua conexão com o crime organizado transnacional. 

A Campanha – “Produtos falsificados: não financie o crime organizado” - leva consumidores a considerar o que está por trás da produção de mercadorias falsificadas em uma tentativa de conscientizar as pessoas sobre as repercussões multifacetadas dos 250 bilhões de dólares por ano que alimentam o mercado ilícito. 

Produtos falsificados não envolvem apenas questões éticas, como exploração de trabalho em condições análogas ao de escravo, exploração de mão de obra infantil e impacto ambiental, mas também podem prejudicar as pessoas e provocar danos à saúde. Além disso, a contrafação está conectada com o financiamento de outras atividades criminosas organizadas.  

Visite www.unodc.org/counterfeit  para mais informações sobre a campanha 

Please reload

Contato

55 11 2246 2755

faleconosco@bpg.org.br

Endereço

Avenida Paulista, 37 - 4º andar

Bela Vista l São Paulo - SP  l  01311-902

© 2015  BPG  Brand Protection Group  l  All rights reserved