Comissão aprova cancelamento temporário do CNPJ de empresas que venderem produtos piratas

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio aprovou, na quarta-feira (1º), proposta que cancela temporariamente o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) de empresas que comercializem produtos piratas. Pela proposta, será suspensa por 180 dias a eficácia da inscrição no CNPJ do estabelecimento que adquirir, distribuir, transportar, estocar, importar, vender ou revender produtos que tenham sido objeto de: - contrafação (produção comercial de um artigo sem autorização da entidade que detém a sua propriedade intelectual); - crime contra a marca, conforme definido pela Lei 9.279/96, que regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial; - sonegação de tributos; - furto ou roubo.

Saiba Mais: JusBrasil