Ministério da Justiça e Segurança Pública lança campanha “Vacina Pirata, Não!”

Objetivo é alertar o consumidor sobre venda ilegal de vacinas contra a Covid-19 pela internet



Com o slogan “Vacina Pirata, Não!”, o Ministério da Justiça e Segurança Pública lança, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor, (MJSP/Senacon), campanha nas redes sociais para combater a comercialização de vacinas falsificadas contra a Covid-19. O objetivo é alertar o consumidor de que, neste momento, apenas o poder público, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), está autorizado a fornecer a vacina, de forma gratuita.

A Secretária nacional do consumidor e presidente do Conselho Nacional de Combate à Pirataria, Juliana Domingues, explicou que a Senacon está analisando mais de duas mil páginas virtuais suspeitas de estarem, de algum modo, oferecendo vacinas piratas ou induzindo o consumidor ao erro. Além disso, a Senacon também fará varreduras em plataformas de comércio eletrônico (marketplaces), objetivando identificar anúncios e comercialização ilegais.

“Essa comercialização é crime e traz riscos à saúde e à segurança do cidadão brasileiro. Estamos lançando a campanha nas redes sociais do Ministério da Justiça e Segurança Pública para alertar o consumidor que não existe compra na internet de vacinas contra Covid-19 ”, explica. A secretária reforça que a vacina contra o Covid-19 é gratuita e que é distribuída somente pelo Sistema Único de Saúde.


Fonte: Ministério da Justiça e Segurança Pública lança campanha “Vacina Pirata, não!” — Português (Brasil) (www.gov.br)

Contato

55 11 2246 2755

faleconosco@bpg.org.br

Endereço

Avenida Paulista, 37 - 4º andar

Bela Vista l São Paulo - SP  l  01311-902

© 2015  BPG  Brand Protection Group  l  All rights reserved